Perguntas Frequentes: CEB Lajeado S.A.

A CEB LAJEADO é uma Sociedade Anônima de capital fechado de direito privado, controlada pela Companhia Energética de Brasília - CEB, e associada à Centrais Elétricas Brasileiras S/A - ELETROBRÁS.

O objetivo social da CEB LAJEADO, conforme dispõe a sua Lei de Criação, é a geração e a comercialização de energia produzida pelo Aproveitamento Hidrelétrico Lajeado ( Usina Hidrelétrica Luiz Eduardo Magalhães)

Não. Quem opera, mantém e administra a Usina Hidrelétrica de Lajeado ou Usina Luíz Eduardo Magalhães é a Investco, empresa especificamente constituída para esse fim.

O corpo executivo da CEB LAJEADO é composto por um Diretor-Geral, um Diretor Administrativo-Financeiro e um Diretor Técnico, e os mesmos são eleitos por Assembleia Geral, além de possuir dois Conselhos: Conselho Fiscal e Conselho Administração.

O Conselho de Administração é constituído por 7 (sete) membros, eleitos por sua Assembleia Geral, com mandato unificado de 2 (dois)anos, permitidas no máximo 3 (três) reconduções consecutivas.

O Conselho Fiscal da CEB LAJEADO é composto de 3 (três) membros efetivos e 3 (três) suplentes, eleitos pela Assembleia Geral, com mandato de um ano, permitidas no máximo 2 (duas) reconduções consecutivas.

A remuneração dos membros da Diretoria e dos Conselhos é fixada pela Assembleia Geral.

O exercício social inicia em 1 de janeiro e se encerra em 31 de dezembro de cada ano quando serão elaboradas as demonstrações financeiras previstas na legislação aplicável.

Não. Assim como a maior parte das unidades geradoras brasileiras, a energia elétrica produzida pela Usina Hidrelétrica de Lajeado é enviada ao SIN (Sistema Interligado Nacional), sendo disponibilizada a diferentes regiões do país. Cabe ao ONS ( Operador Nacional do Sistema Elétrico) coordenar a alocação dessa energia conforme a demanda dos consumidores, controlando a operação em tempo real.

O Sistema Interligado Nacional, ou SIN, é uma sistema de coordenação e controle, formado pelas empresas das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e parte da região Norte, que congrega o sistema de geração e transmissão de energia elétrica do Brasil, que é um sistema hidro-termo-eólico de grande porte com predominância de usinas hidrelétricas e proprietários múltiplos, estatais e privados.

O Serviço Público de transmissão de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional (SIN) compreende as instalações da Rede Básica (RB) e da Rede Básica de Fronteira (RBF). Conforme a Resolução Normativa nº 67, de 8 de julho de 2004, a RB é composta pelas instalações do SIN com nível de tensão igual ou superior a 230 kv, enquanto a RBF está composta pelas unidades transformadoras de potência do SIN com tensão superior igual ou maior que 230 kv e tensão inferior a 230 kv.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico, ou ONS, é o órgão responsável pela coordenação e controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN). Seu objeto é promover a otimização da operação visando o menor custo, e observando os padrões técnicos e critérios de confiabilidade estabelecidos nos Procedimentos da Rede aprovados pela ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica, além  de garantir que todos os agentes do setor elétrico tenham acesso à rede de transmissão de forma não discriminatória e contribuir para que a expansão do SIN se faça ao menor custo e melhores condições operacionais futuras.

Não, quem emite a conta de energia que chega em nossas residências no Distrito Federal é a CEB Distribuição S/A . A CEB Lajeado e a CEB Distribuição são empresas distintas, com CNPJ diversos, porém, fazem parte do Grupo Empresarial CEB, sendo subsidiárias da CEB Holding - Companhia Energética de Brasília.

Para saber mais, visite o sítio da CEB http://www.ceb.com.br/